Blog MX1

Mundial de Motocross 2020 - 13ª etapa - MXGP de Flandres - Resultados, fotos e vídeos

Gajser amplia liderança com mais uma vitória na primeira de três provas programadas em Lommel, Bélgica

Crédito: Redação MX1.com.br - Maurício Arruda - Fotos: Ray Archer, Bavo Swijgers e Divulgação

Tim Gajser

Motocross | 19/10/2020

O MXGP de Flandres, 13ª etapa do Mundial de Motocross 2020 abriu uma série de três provas da temporada no circuito de Lommel, na Bélgica, uma das pistas de areia mais difíceis do mundo. Apesar do evento registrar novos vencedores, com Gautier Paulin e Ben Watson em destaque nas primeiras baterias da MXGP e MX2, respectivamente, os líderes Tim Gajser e Tom Vialle terminaram o fim de semana vencendo na geral.

Na classe principal, o domingo foi muito positivo para o líder não somente pelo seu resultado, mas também pelo desempenho decepcionante do rival Antonio Cairoli que, depois da 14ª posição nos treinos, teve largadas complicadas e resultados abaixo do esperado nas baterias.

Gautier Paulin

Gajser assumiu ainda no início a liderança da primeira bateria enquanto, pouco depois, Gautier Paulin passou ao segundo lugar ultrapassando Jorge Prado. Quando caiu na 11ª de 16 voltas, o esloveno abriu espaço para Paulin vencer pela primeira vez desde 2017. Gajser ainda conquistou o segundo lugar seguido por Prado, Brian Bogers e Jeremy Van Horebeek. Cairoli acabou apenas na 13ª colocação.

Prado agarrou o holeshot da segunda bateria com Gajser, Jeremy Seewer, Arnaud Tonus e Bogers logo atrás. O piloto do Team HRC tratou de pressionar o espanhol já no início e teve sucesso alcançando a liderança já na segunda volta. Na frente, Gajser aos poucos ampliou a vantagem até consolidar a vitória na bateria e no GP.

A poucos minutos do fim, Seewer e Prado travaram uma batalha acirrada pelo segundo lugar. Após um contato entre os dois, Prado levou a pior e Romain Febvre também se beneficiou garantindo o terceiro posto. O espanhol voltou na quarta posição onde completou a prova. Gautier Paulin, depois da vitória na bateria inicial, foi o quinto colocado na segunda, resultado suficiente para o segundo lugar no pódio, ao lado de Prado. Cairoli terimnou a segunda bateria pouco atrás do francês, na sexta colocação.

Jorge Prado

Gajser: "Desde o início do dia me senti muito bem na moto e na pista. Na primeira bateria consegui uma boa largada, em segundo lugar na primeira curva e depois me movi rapidamente para a liderança, abrindo uma pequena vantagem. Infelizmente cometi um pequeno erro e caí, o que permitiu que Gautier (Paulin) me ultrapassasse e terminei em segundo. Na segunda bateria, fiz uma boa primeira curva e saí em segundo novamente. Passei o Jorge (Prado) na segunda volta e depois abri uma boa vantagem para controlar a corrida e levar a geral. Estou muito feliz por ter conquistado a vitória aqui, porque trabalhamos muito para melhorar na areia e esta é a corrida mais difícil de vencer".

Ainda em segundo no campeonato, mas agora com uma desvantagem de 48 pontos, Cairoli ficou bem desapontado com seu desempenho: "Esperávamos um resultado melhor aqui. Tivemos algumas boas corridas no passado, por isso estou um pouco decepcionado. Mais uma vez, lutamos no treino cronometrado e, na minha escolha de gate, fui empurrado para fora em ambas as largadas e fiquei fora dos dez primeiros. Na primeira bateria até caí na primeira volta. Voltei para 13º, mas com certeza não é o que sou capaz de fazer nesta pista. Na segunda bateria, grudei nas costas do (Gautier) Paulin e fizemos um bom ritmo. Terminei em sexto, mas queremos estar muito mais perto do pódio. Temos que ver o que podemos melhorar para quarta-feira (quando mais uma etapa será realizada no local)".

Thomas Kjer Olsen, Ben Watson, Jago Geerts e Tom Vialle

Tom Vialle largou na frente na primeira bateria da MX2, mas Ben Watson andou perto do francês atá assumir o comando da prova na sétima volta. Vialle ainda completou em segundo seguido por Maxime Renaux, Jago Geerts e Thomas Kjer Olsen. O holandês Roan Van De Moosdijk completou em terceiro seguido por Kjer Olsen e Ben Watson.

Tom Vialle: Me senti muito bem em ambas as baterias e gostei muito da pista. Na primeira corrida estava rodando bem, mas o Ben (Watson) passou por mim. Tentei forçar, mas cometi um pequeno erro e caí pouco antes da última volta, mesmo assim terminei bem. Na segunda corrida me senti muito bem na pista, melhor do que na primeira. Empurrei Jago (Geerts) e no final terminei em segundo. Ganhar a geral aqui é algo muito especial para mim. Estou muito feliz com isso".  

Nesta quarta-feira, 21, Lommel será sede do MXGP de Limburg, 14ª etapa do Mundial de Motocross 2020.

Vídeos:




Resultados da 13ª etapa do Mundial de Motocross:

MXGP Primeira Bateria
1. Gautier Paulin (FRA, Yamaha), 36:38.456
2. Tim Gajser (SLO, Honda), +0:08.713
3. Jorge Prado (ESP, KTM), +0:19.653
4. Brian Bogers (NED, KTM), +0:21.723
5. Jeremy Van Horebeek (BEL, Honda), +0:33.340
6. Romain Febvre (FRA, Kawasaki), +0:34.647
7. Arnaud Tonus (SUI, Yamaha), +0:35.438
8. Jeremy Seewer (SUI, Yamaha), +0:55.038
9. Jordi Tixier (FRA, KTM), +1:01.292
10. Brent Van doninck (BEL, Husqvarna), +1:05.035.

MXGP Segunda Bateria
1. Tim Gajser (SLO, Honda), 36:21.474
2. Romain Febvre (FRA, Kawasaki), +0:12.666
3. Jeremy Seewer (SUI, Yamaha), +0:13.976
4. Jorge Prado (ESP, KTM), +0:29.157
5. Gautier Paulin (FRA, Yamaha), +0:32.265
6. Antonio Cairoli (ITA, KTM), +0:38.527
7. Brian Bogers (NED, KTM), +1:14.279
8. Brent Van doninck (BEL, Husqvarna), +1:15.053
9. Calvin Vlaanderen (NED, Yamaha), +1:16.036
10. Jeremy Van Horebeek (BEL, Honda), +1:47.967.

MXGP Soma das baterias
1. Tim Gajser (SLO, HON), 47 pontos
2. Gautier Paulin (FRA, YAM), 41 p.
3. Jorge Prado (ESP, KTM), 38 p.
4. Romain Febvre (FRA, KAW), 37 p.
5. Jeremy Seewer (SUI, YAM), 33 p.
6. Brian Bogers (NED, KTM), 32 p.
7. Jeremy Van Horebeek (BEL, HON), 27 p.
8. Brent Van doninck (BEL, HUS), 24 p.
9. Antonio Cairoli (ITA, KTM), 23 p.
10. Arnaud Tonus (SUI, YAM), 20 p.

MX2 Primeira Bateria
1. Ben Watson (GBR, Yamaha), 36:16.844
2. Tom Vialle (FRA, KTM), +0:22.023
3. Maxime Renaux (FRA, Yamaha), +0:28.203
4. Jago Geerts (BEL, Yamaha), +0:31.157
5. Thomas Kjer Olsen (DEN, Husqvarna), +0:42.546
6. Isak Gifting (SWE, GASGAS), +1:01.154
7. Jed Beaton (AUS, Husqvarna), +1:18.517
8. Alvin Östlund (SWE, Honda), +1:26.138
9. Ruben Fernandez (ESP, Yamaha), +1:28.880
10. Roan Van De Moosdijk (NED, Kawasaki), +1:31.051;

MX2 Segunda Bateria
1. Jago Geerts (BEL, Yamaha), 36:22.920
2. Tom Vialle (FRA, KTM), +0:09.511
3. Roan Van De Moosdijk (NED, Kawasaki), +0:27.551
4. Thomas Kjer Olsen (DEN, Husqvarna), +0:30.982
5. Ben Watson (GBR, Yamaha), +0:32.601
6. Maxime Renaux (FRA, Yamaha), +0:56.536
7. Jed Beaton (AUS, Husqvarna), +0:58.842
8. Isak Gifting (SWE, GASGAS), +1:21.322
9. Nathan Renkens (BEL, KTM), +1:45.424
10. Ruben Fernandez (ESP, Yamaha), +1:55.624;

MX2 Soma das baterias
1. Tom Vialle (FRA, KTM), 44 pontos
2. Jago Geerts (BEL, YAM), 43 p.
3. Ben Watson (GBR, YAM), 41 p.
4. Maxime Renaux (FRA, YAM), 35 p.
5. Thomas Kjer Olsen (DEN, HUS), 34 p.
6. Roan Van De Moosdijk (NED, KAW), 31 p.
7. Jed Beaton (AUS, HUS), 28 p.
8. Isak Gifting (SWE, GAS), 28 p.
9. Ruben Fernandez (ESP, YAM), 23 p.
10. Alvin Östlund (SWE, HON), 23 p.

Classificação geral após 13 etapas:

MXGP
1. Tim Gajser (SLO, HON), 488 pontos
2. Antonio Cairoli (ITA, KTM), 440 p.
3. Jorge Prado (ESP, KTM), 429 p.
4. Jeremy Seewer (SUI, YAM), 429 p.
5. Romain Febvre (FRA, KAW), 383 p.
6. Glenn Coldenhoff (NED, GAS), 375 p.
7. Gautier Paulin (FRA, YAM), 352 p.
8. Clement Desalle (BEL, KAW), 312 p.
9. Jeffrey Herlings (NED, KTM), 263 p.
10. Arminas Jasikonis (LTU, HUS), 248 p.

MX2
1. Tom Vialle (FRA, KTM), 569 pontos
2. Jago Geerts (BEL, YAM), 516 p.
3. Maxime Renaux (FRA, YAM), 407 p.
4. Jed Beaton (AUS, HUS), 407 p.
5. Thomas Kjer Olsen (DEN, HUS), 381 p.
6. Roan Van De Moosdijk (NED, KAW), 357 p.
7. Ben Watson (GBR, YAM), 355 p.
8. Conrad Mewse (GBR, KTM), 287 p.
9. Ruben Fernandez (ESP, YAM), 249 p.
10. Mathys Boisrame (FRA, KAW), 234 p.

Notícias Relacionadas

Blog MX1

ir para o blog