Blog MX1

Motocross: Jeffrey Herlings volta às pistas com vitória apertada na Inglaterra

Piloto holandês mostra que está pronto para acelerar no Mundial de Motocross 2021

Crédito: Redação MX1.com.br - Maurício Arruda - Fotos: Ray Archer e Divulgação

Jeffrey Herlings

Motocross | 24/05/2021

Sem competir desde setembro de 2020, quando fraturou um dos pés no GP Citta di Faenza, Jeffrey Herlings fez seu retorno às corridas com uma apertada vitória neste fim de semana durante a segunda etapa do Campeonato ACU Britânico de Motocross, em Lyng. Com o início do Campeonato Mundial de Motocross adiado duas vezes e a ausência de outros eventos na pré-temporada, o piloto de 26 anos optou por viajar para o Reino Unido. O MXGP 2021 está previsto para começar dentro de três semanas com o GP da Rússia.

Ben Watson

Herlings foi protagonista do evento desde os treinos, onde registrou a melhor volta da categoria MX1 com mais de um segundo de vantagem sobre os rivais mais próximos. Nas corridas, no entanto, o piloto da Red Bull KTM Factory Racing teve muito trabalho com Ben Watson e a briga pelo topo do pódio foi acirrada até o final.

Tommy Searle

Na primeira bateria, Herlings precisou parar para retirar uma pedra presa na traseira de sua KTM 450 SX-F permitindo que o local Ben Watson abrisse vantagem suficiente para garantir a vitória. Herlings completou em segundo, pouco mais de 5 segundos atrás do vencedor, enquanto Jake Millward foi o terceiro com quase um minuto de desvantagem.

Herlings com o troféu da vitória

Na segunda corrida, Watson liderou novamente até ser ultrapassado por seu colega no MXGP. A diferença entre os dois permaneceu mínima até a bandeirada, com Herlings vencendo com menos de um segundo de vantagem sobre Watson, empatando na pontuação, mas levando o primeiro lugar na etapa pelo melhor desempenho na bateria decisiva. Tommy Searle foi o terceiro colocado repetindo a posição no pódio.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings: "Foi um bom dia de corrida. Tive um pequeno problema na primeira bateria e perdi cerca de dez segundos enquanto retirava a pedra. Voltei, mas a pista não é fácil de ultrapassar e terminei na roda traseira do líder. Na segunda bateria tive que voltar de sexto ou sétimo na largada, mas desta vez consegui chegar ao primeiro lugar. Tive alguns problemas com o arm pump (braços travados), mas acho que é normal depois de oito meses longe de uma corrida. Continuaremos trabalhando a partir daqui e esperamos melhorar um pouco a cada semana até irmos para a Rússia".

Vídeos:



Resultado da segunda etapa do Campeonato ACU Britânico de Motocross 2021 - Lyng:

MX1 (Soma das baterias)
1. Jeffrey Herlings, KTM, 47pts
2. Ben Watson, Yamaha, 47pts
3. Tommy Searle, Honda, 36pts
4. Adam Sterry, KTM, 33pts
5. Jake Millward, KTM 33pts

Notícias Relacionadas

Blog MX1

ir para o blog