Blog MX1

Freestyle Motocross na neve, a inusitada combinação do projeto SnoMX

Mat Rebeaud voa alto com sua motocross elétrica nas montanhas da Suíça

Crédito: Redação MX1.com.br - Maurício Arruda - Fotos: Dean Treml e Thomas Stöckli / Red Bull

Mat Rebeaud no projeto SnoMX

Freestyle Motocross | 19/03/2021

Qual piloto de motocross assistindo uma competição de snowboard e vendo os atletas saltando duplos, mesas e demais obstáculos, não se imaginou fazendo o mesmo montanha abaixo com sua moto? Para o ex-campeão do Red Bull X-Fighters e cinco vezes medalhista dos X Games, Mat Rebeaud, a resposta é sim, com certeza! E assim surgiu o projeto SnoMX que levou o eFMX a novas alturas.

Mat Rebeaud no projeto SnoMX

O astro suíço finalmente realizou o sonho no mês passado. Inspirado por integrar uma família de pilotos de motocross, Rebeaud pilota desde os quatro anos de idade e uma de suas primeiras exibições sobre a moto foi no resort de Laax, em 1999.

Mat Rebeaud no projeto SnoMX

Perfeito para a prática de esportes de inverno, o Snowpark Laxx, uma famosa pista de ski nas montanhas da cidade suiça, foi palco de um inédito desafio sobre duas rodas. Esqueça os skis e snowboards, desta vez o esporte que invadiu o lindo cenário foi o Freestyle Motocross! E como o espaço entre as montanhas cobertas de neve possui restrições ambientais, uma moto elétrica foi escolhida para o desafio: uma Alta Redshift MX, modelo que infelizmente foi descontinuado. Para o desafio, os pneus ganharam pinos de metal para ajudar a tracionar na neve.

Mat Rebeaud no projeto SnoMX

O projeto SnoMX não teria sido possível em uma moto de FMX com motor a combustão por causa dos regulamentos ambientais, por isso a escolha recaiu por um modelo elétrico: "É legal porque não há ruído, sem cheiro e sem gás", explica Rebeuad. "Para mim, um cara suíço, é incrível andar de moto em Laax como um snowboarder ou um esquiador", acrescenta o piloto de 38 anos.

Mat Rebeaud no projeto SnoMX

De qualquer forma foi um desafio e tanto acelerar sob as condições da montanha, com nevasca e baixíssimas temperaturas como no dia de teste onde os termômetros registraram -15°C. Rebeaud descreve que foi como andar às cegas. Felizmente, no dia de filmagem o Sol apareceu.

Mat Rebeaud no projeto SnoMX

Há uma linha tênue entre acertar ou errar uma manobra nos 23 metros morro abaixo do salto principal na íngreme montanha suiça. "Este é o projeto mais difícil que já fiz! SnoMX foi uma incrível experiência, pilotando nas linhas perfeitas de Laax. Isso prova do que essas incríveis máquinas elétricas são capazes", completa Mat Rebeaud.

Vídeo:


Galeria de fotos:

Notícias Relacionadas

Blog MX1

ir para o blog